noticias em tempo real

domingo, 3 de junho de 2012

HOMEM É ASSASSINADO COM MAIS DE 30 PERFURAÇÕES

Bandidos derrubaram um muro e arrombaram a porta da vítima
Equipe do IML teve dificuldade para remover o corpo (Fotos: Portal Infonet)
O muro da residência foi derrubado para os bandidos terem acesso a casa
O corpo já estava em estado de decomposição
Uma ação ousada deixou até mesmo a polícia surpresa com a cena encontrada nos fundos de uma residência localizada na rua São Lourenço, 96, na Tijuquinha, em São Cristovão. O corpo de um homem estava com mais de 30 perfurações, provavelmente de faca, principalmente na região das costas e cabeça.
A violência chamou a atenção porque os bandidos derrubaram o muro do fundo da casa, arrombaram um portão de ferro e uma porta de madeira para ter acesso ao local. Dentro da residência um dos quatros apresentava marcas de sangue que estavam espalhadas na sala e cozinha. A suspeita é que ocorreu luta corporal, a vítima teria sido golpeada ainda dentro do quatro e se arrastou até o quintal onde existia um matagal.
O homem identificado como Júlio César dos santos, de 32 anos, foi encontrado caído nesse matagal sem camisa e já em estado de decomposição.  A polícia acredita que o crime ocorreu a mais de 24h. Emocionada a mãe da vítima esteve na residência onde o filho morava sozinho e disse que ele tinha três filhos e era usuário de drogas.
A equipe do Portal Infonet conversou com a proprietária da casa, onde a vítima morava de aluguel, a mulher que não será identificada disse que na vizinhança algumas pessoas disseram que o homem tinha tentado agarrar algumas mulheres. “Eu cheguei a vim conversar, mas ele negou. Ele estava morando aqui ia fazer um mês”, disse.
A equipe do Instituto Médico Legal (IML) teve dificuldade para remover o corpo do local, já que a vítima era de estatura alta e forte.
Apesar da brutalidade do crime os vizinhos afirmaram para a polícia que nenhuma movimentação estranha foi percebida na noite do crime. O caso é investigado pela 3ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Quem tiver informações sobre este crime pode entrar em contato com a polícia por meio do Disque-Denúncia 181.
Por Kátia Susanna/Portal Infonet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário