noticias em tempo real

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

DEZENOVE MUNICÍPIOS DECRETARAM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA POR CONTA DA SECA


Nos próximos dias, lista poderá subir com decreto de Feira Nova

Notícias Sergipe











Dos 75 municípios sergipanos, 19 estão em situação de emergência por conta da forte estiagem que assola a região do Médio e Alto Sertão, desde o final de 2012. Estima-se que mais de 102 mil pessoas estejam sendo atingidas diretamente ou indiretamente por conta da seca. Para minimizar a situação, carros-pipa estão circulando pelas cidades, kits de alimentos e leite são doados e há discussões em torno da escavação de novos poços artesianos e enchimento de barragens, além da facilidade de acesso ao crédito rural junto às instituição financeiras.
Em alguns municípios já não chove há mais de seis meses. A produção de leite diminuiu em torno de 60% e a agricultura de subsistência sente a falta d’água, gerando um quadro de fome e desespero.
Os carros-pipa que rondam a cidade já não dão conta do estado emergencial e o suplício do sertanejo passa a ser o pedido do administrador municipal de que o Governo do Estado envie mais carro-pipa e água potável, além de ações que minimizem os problemas enfrentados na agricultura. “Temos que agir rápido para que a unidade matriz produtiva do Sertão, que é a agropecuária, não entre em colapso, pois, caso contrário, vamos viver dias terríveis na nossa região”, disse o prefeito de Canindé do São Francisco, Heleno Silva
Comitê Intersetorial

Na próxima quinta-feira, na Secretaria de Estado da Agricultura, prefeitos dos municípios atingidos pela seca e mais órgãos e entidades financeiras que compõem o Comitê Estadual Integrado de Combate à Seca estarão reunidos. Na pauta, ações e estratégias para minimizar em curto, médio e logo prazo os problemas da estiagem, considerada uma das maiores dos últimos tempos. “Criamos um comitê intersetorial para discutirmos a situação da seca”, afirmou José Sobral, secretário de estado da Agricultura.
Oferta de água e alimentos
A Defesa Civil informa que o governo do Estado contratou 53 carros-pipa para distribuir água em 19 municípios sertanejos. A partir do mês de fevereiro o número de pipeiros poderá aumentar, com o aumento de verbas destinadas a esse fim.
O Estado contribui com 40% a mais do quantitativo de água distribuída às famílias atingidas pela estiagem. Há também uma quantidade de carros abastecendo à população com a ajuda do exército brasileiro até que as chuvas sejam suficientes para interromper a seca.
Quanto à distribuição emergencial de alimentos, a assessoria de comunicação da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social (Seides), informa que desde novembro de 2011 já foram entregues cerca de 100 mil cestas de alimentos e 103 mil litros de suco de laranja às famílias que moram nas regiões inclusas nos relatórios de cada prefeitura.
A previsão é que a partir do dia 22 de janeiro a Secretaria de Inclusão retome a entrega de alimentos, primeiramente, nas cidades de Tobias Barreto, Tomar do Geru, Frei Paulo e Itabi. Serão mais de 2 mil kits oriundos da agricultura familiar, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).
Veja os municípios que decretaram situação de emergência: Poço Redondo, Poço Verde, Porto da Folha,Tobias Barreto, Nossa Senhora da Glória, Canindé de São Francisco,Gararu, Itabi, Nossa Senhora Aparecida, Pedra Mole, Graccho Cardoso, São Miguel do Aleixo,  Carira,,Pinhão,  Monte Alegre de Sergipe, Tomar do Geru, Nossa Senhora de Lourdes, Frei Paulo, Macambira e, brevemente, Feira Nova.

Texto e fotos: Sílvio Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário