noticias em tempo real

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

HOMEM MORRE ATROPELADO EM VIA QUE DÁ ACESSO A PRESÍDIO

População pretende realizar uma manifestação no local
Luiz Carlos dos Santos foi atropelado nas proximidades da entrada do presídio
(Fotos: Portal Infonet)
Um homem de 64 anos faleceu nesta quarta-feira, 2, na entrada que dá acesso ao presídio do município de São Cristóvão. O ciclista Luiz Carlos dos Santos trafegava pelo local de bicicleta quando foi surpreendido por um micro-ônibus que faz a linha Aracaju/Estância.
Familiares estiveram no local para fazer o reconhecimento do corpo. Segundo José Raimundo Nunes Santos, filho da vítima, é preciso que haja uma sinalização no local para evitar novos acidentes. “Ele foi ver miha irmã que mora aqui próximo do presídio, mas infelizmente acabou sendo atropelado. A saída aqui é muito em cima da pista e perigoso para os pedestres. Aqui tem que ter um quebra-mola, pois os carros não respeitam pedestres”, conta.
Bastante nervoso, o motorista que conduzia o micro-ônibus, de pré-nome André, falou apenas que não teve como evitar o acidente. “Tentei tirar o ônibus para não bater nele, mas não deu tempo”, diz.
Micro-ônibus que faz a linha Aracaju/Estância se envolveu no acidente
Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local para prestar socorro à vítima que não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. A criminalista foiacionada para realizar a perícia no local do acidente. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para realizar a remoção do corpo da vítima que estava na pista.
Manifestação
Por conta da falta de sinalização no local, moradores da localidade já pensam em realizar uma manifestação com o intuito de fechar a rodovia com o objetivo de chamar a atenção das autoridades para o fato e evitar que novos acidentes ocorram.
DNIT
A equipe do Portal Infonet entrou em contato com o chefe do serviço de engenharia do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Carlos Alberto Sarmento, que informou que deverá ir até o local para verificar a situação e ver o que pode ser feito.
Por Aisla Vasconcelos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário